segunda-feira, 24 de junho de 2019

“Euskadi tem na Volta a Portugal "a maior corrida da época"”

Equipa espanhola venceu no domingo o Grande Prémio Abimota

Por: Lusa

Foto: Instagram de Gotzon Martin

A equipa espanhola Euskadi, 'herdeira' da Euskaltel-Euskadi, venceu no domingo o Grande Prémio Abimota e a vitória dá "motivação" para "a maior corrida da época", a Volta a Portugal, que arranca em 31 de julho.

Através de Gotzon Martin, que integrou uma fuga decisiva na quarta e última etapa, em Águeda, os bascos triunfaram na prova portuguesa e confirmaram a apetência para correr em terras lusas, sobretudo desde o novo foco, em 2018, de uma formação que 'herda' o legado da Euskaltel-Euskadi.

Na equipa desde 2015, um ano depois da aposta nos sub-23, Gotzon Martin é um reflexo do esforço da Fundação Euskadi nos últimos anos em prol do desenvolvimento de jovens corredores: em 2018, voltou a criar uma equipa profissional, no terceiro escalão (Continental), e por lá já passaram vários ciclistas que subiram de nível.

"O Gotzon é um corredor de muito futuro, dos melhores jovens de Espanha, e está com muita confiança. (...) Tem melhorado todos os anos, em 2019 está a fazer-se ciclista e esta vitória mostra o que pode fazer", diz à Lusa o diretor desportivo, o antigo ciclista Jorge Azanza, após a cerimónia do pódio da última etapa.

O caso mais recente é o do colombiano Sergio Higuita, de 21 anos, que em abril deixou os bascos para a equipa de WorldTour Education First, 'brilhando' na prova de estreia, a Volta à Califórnia, com um segundo lugar na geral.

O próprio Jorge Azanza é um símbolo da aposta em jovens valores da região da Euskadi, uma vez que integrou a formação 'clássica', a Euskaltel Euskadi, entre 2007 e 2013, na qual foi colega, no último ano de existência, do português Ricardo Mestre ou do atual presidente da equipa, o ainda corredor espanhol Mikel Landa (Movistar).

Aos 37 anos, lidera um projeto de formação que tem em Portugal um "imenso gosto, por correr muito no país e lutar por vitórias", revela, com o fôlego dado pela vitória em Águeda a ser "importantíssimo para a equipa" na busca da Volta.

"É a maior corrida que vamos correr este ano, e com todo o empenho destes 'miúdos' vamos tentar conseguir uma vitória em etapa", atira o diretor desportivo.

Na Volta a Portugal, duas Euskadi vão defrontar-se, uma vez que a Euskadi Murias também está na lista provisória de equipas com passagem marcada por Portugal, mas esta "de uma categoria superior", razão pela qual Jorge Azanza rejeita qualquer rivalidade.

"Nós trabalhamos com corredores jovens e que há dois anos vão subindo na nossa filial. Queremos ir formando jovens e esse trabalho já é em si um êxito", explica.

O vencedor do 40.º Grande Prémio Abimota corrobora à Lusa a ambição de Azanza, apelidando a Volta a Portugal de 'Grandíssima' e explicando que o objetivo não passa pela geral, por ser "muito difícil de atingir", mas antes por uma vitória em etapa.

"Vamos tentar em todos os dias dar tudo. Temos de nos fazer visíveis e tentar uma vitória até ao final", resume, em poucas palavras, o corredor de 23 anos.

Fonte: Record on-line

Sem comentários:

Enviar um comentário