sexta-feira, 20 de abril de 2018

“LANCE ARMSTRONG PAGA 5 MILHÕES DE DÓLARES PARA ARRUMAR PROCESSO”

Por ter defraudado os Estados Unidos da América ao usar suplementos ilegais

Por: Diogo Barreto

Foto: Reuters

O ex-ciclista profissional Lance Armstrong acordou, esta quinta-feira, pagar 5 milhões de dólares (4,04 milhões de euros) para arquivar as queixas de ter defraudado os Estados Unidos da América por ter usado suplementos ilegais que melhoravam a sua performance no ciclismo enquanto era patrocinado pelos Serviços Postais dos EUA.

O acordo foi anunciado pelo advogado do ex-atleta, Elliot Peters, citado pelo jornal 'The New York Times'. Durante anos, a defesa de Armstrong e o governo norte-americano estiveram em litígio sobre se os Serviços Postais haviam sofrido com as ações do atleta ou não.

Armstrong negou durante vários anos ter recorrido a suplementos ilegais mas, em 2013, admitiu ter usado substâncias não permitidas nas sete Voltas à França que venceu entre 1999 e 2005. Durante as primeiras seis vitórias, o norte-americano foi patrocinado pelos Serviços Postais. Mas, em 2012, Armstrong perdeu todos os títulos por a Agência Antidoping norte-americana ter descoberto que tanto Armstrong como os seus colegas de equipa haviam tomado substâncias ilícitas para quem competia.

Em declarações ao NYT, o advogado disse: "Continuamos a ter as mesmas ideias sobre este caso que tivemos desde o início: são acusações ridículas porque os Serviços Postais nunca foram prejudicados".

Caso Armstrong tivesse perdido a causa em tribunal poderia ter de pagar uma compensação no valor de 100 milhões de dólares por ter infringido o False Claims Act. Os Serviços Postais garantem que não teriam patrocinado a equipa caso soubessem do doping de Armstrong.

O caso de Armstrong foi denunciado por um antigo colega de equipa, Floyd Landis, a quem prometeram que poderia receber uma parte do dinheiro que o governo recuperaria. Vai receber uma fatia 1,1 milhões de dólares, segundo o advogado de Armstrong. O ciclista terá ainda de pagar 1,65 milhões de euros para cobrir a defesa legal do denunciante.

Landis foi também vencedor de uma Volta à França, mas perdeu a medalha por doping.

Fonte: Record on-line

Sem comentários:

Enviar um comentário